As 10 Alterações Mais Polêmicas na 2ª Temporada de Game of Thrones – A Fúria dos Reis

19 de junho de 2012

Cultura

Cultura-Junho2012-GameOfThrones01

Este post foi inspirado no texto do blog io9, que fez um apanhado interessante de fatos e personagens que mudaram na 2ª temporada de Game of Thrones. Contudo, minha intenção é dar a minha versão de fã (dos livros e da série) aos comentários do autor do post, Charlie Jane Anders.

Ele começa dizendo que a segunda temporada de Game of Thrones “superou as expectativas já elevadas” e que “embora o material de George R. R. Martin esteja se tornando mais e mais difícil de se adaptar, o programa de TV conseguiu manter-se incrivelmente perto das histórias de Martin ao fazer alguns ajustes elegantes”.

Muito bem, eu concordo com ele quando diz que “nem todas as mudanças na segunda temporada foram excelentes – o enredo de Daenerys (o que foi aquilo de roubarem os dragões?) foi bem simplificado, mas o material em Qarth tornou-se demasiado incoerente e o gênio tático de Tyrion Lannister está muito mais evidente no livro, tanto antes como durante a Batalha em Água Negra”, mas discordo em muitos outros pontos.

Charlie Anders divide seu post em 10 “etapas” o que eu vou respeitar ao comentar, ok?

10. Os Walders – Nem O Grande e Nem O Pequeno

“O norte estava muito mais movimentado no livro, em geral – e houve muito mais reuniões em que Bran teve oportunidade de mostrar ser o senhor de Winterfell. A série de TV deixou muitas coisas de fora e também excluiu os dois meninos Frey que estão visitando Winterfell. Se por um lado, os Walders são personagens divertidos e a mudança repentina da fidelidade do Pequeno Walder quando Theon toma o castelo apimenta a trama, eles não acrescentam tanto assim para a estória e desviam a atenção do enredo principal de Bran tentando ser um Senhor, e depois perdendo tudo. Mais discutível é se a série deveria ter mantido Jojen e Meera ou simplesmente adicioná-los na terceira temporada, que aparentemente é o que vai acontecer”.

Pois bem eu achei tremendamente falho terem deixado os Reed (Jojen e Meera) de fora, pois na minha opinião os habitantes das terras pantanosas tem um papel fundamental na interpretação dos sonhos de Bran, quando ele se vê como um lobo, e prevê a desgraça em Winterfell e que de certa forma vão de encontro ao sonho de Jon Snow, quando ele também se vê como lobo. Não imagino como eles irão introduzir estes personagens na 3ª temporada já que no livro, eles é que seguem com Bran e Hodor quando, fugindo de Winterfell, eles se separam de Osha e Rickon (o que não aconteceu da mesma forma na série).

9. Sor Cortnay Não Existe

“No livro, Stannis não vai direto para Porto Real após a morte de seu irmão/rival Renly. Em vez disso, Stannis faz cerco a Ponta Tempestade, um castelo que está na posse de Sor Cortnay Penrose (ele já aparece sitiando Ponta Tempestade quando tem o fatídico encontro com Renly, mas o cerco continua muito tempo depois disso). Stannis está sitiando Ponta Tempestade porque Melisandre, a Sacerdotisa Vermelha, previu que Stannis precisaria apossar-se de Edric Storm (um dos bastardos do rei Robert) para ganhar a guerra. Sor Cortnay não aceita entregar Edric e novamente, Melisandre o mata com outro de seus monstros de sombra. Isso é meio redundante, já que ela mata Renly da mesma forma. E isso enfraquece muito a urgência da história de Stannis – ter que conquistar primeiro um castelo menor, em vez de atacar Porto Real – uma vez que ele tem as tropas. Além disso, houve alguns momentos muito legais do Sor Davos Seaworth que não estavam nos livros, pelo menos não da mesma maneira”.

Eu não sei se isso terá uma implicação com a trama no futuro, mas realmente para o desenrolar da trama do segundo livro, esta estória era irrelevante e o Sor Davos da série é realmente mais carismático que o do livro, talvez por isso tenham lhe dado mais cenas.

Por outro lado, a batalha em Água Negra foi demasiadamente simplificada! Alguns amigos comentaram que isso deveu-se principalmente à cortes orçamentários e mudança repentina do diretor do episódio, mas um dos pontos fortes (e meio chato às vezes) de George Martin é que ele adora nomes. Nos parágrafos que antecedem a batalha ele nomeia as 40 galés de Stannis e durante a batalha, em cada movimento, ele registra os nomes das embarcações tanto da frota de Stannis quanto das de Joffrey. Na minha opinião, esta cena, embora muito bem feita quanto ao lance do “fogo vivo” deixou à desejar na grandiosidade.

8. A Odisséia de Ros

O autor do post diz que:

“tem sentimentos profundamente contraditórios sobre a brutalidade que se abate sobre as mulheres do livro e que recaem todos em cima da prostituta Ros, que se mudou do Norte para Porto Real no início da primeira temporada. Ela é praticamente um novo personagem na série de TV, e vê-la testemunhar o assassinato de um bebê, sendo ameaçada de abuso inqualificável por Mindinho, participando dos jogos sádicos de Joffrey, e depois apanhando dos homens de Cersei é muita tortura para uma mulher só”.

Verdade! No livro estas coisas acontecem com uma série de mulheres diferentes algumas das quais tem um papel importante na trama. Não entendo porque tudo recaiu sobre a Ros. Economia de elenco? Charlie continua dizendo que espera que na terceira temporada Ros, tornando-se informante de Varys, possa ter uma posição mais favorável e que possa se vingar das atrocidades cometidas contra ela. Eu espero também!

7. As Realizações de Cersei

“A Rainha Cersei tem uma história bem legal no livro, incluindo conspirações para espalhar rumores de que a filha de Stannis é na verdade a semente ilegítima de seu bobo da corte, Patchface, mas sua trajetória na televisão é ainda mais fascinante em uma série de maneiras – ousa dar um tapa em Joffrey no início de um episódio e depois que ela testemunha alguns atos de sua imprudência louca, como ordenar a morte de todos os bastardos do rei Robert, ela obviamente começa a ter dúvidas sobre seu próprio filho. Isto leva a um par de cenas, especialmente entre ela e Tyrion, onde basicamente ela admite que Joffrey é insano, como resultado de seu incesto e um rei terrível. Mas ela ainda o ama, porque – como ela diz a Sansa – você não tem escolha, mas amar seus filhos. Suas cenas com Sansa tem esta mistura incrível de sadismo e piedade. Cersei tem algumas camadas extras na televisão, pelo menos em parte graças ao desempenho surpreendente de Lena Headey”.

Eu concordo plenamente com ele. A interpretaçao de Lena Headey deu à Cersei uma “outra cara”. No livro eu a senti mais apagada, apesar de tudo que se diz sobre ela. Alguns bons diálogos dela com Tyrion foram suprimidos mas em compensação outros tantos que não existiam foram inseridos para apimentar a trama!

6. Ramsay e Reek Switcheroo Não Existem

“A estória de Ramsay Snow, o bastardo Roose Bolton, e seu desagradável servo Reek, é realmente complicado e teria sido um pesadelo para fazer justiça na tela. No livro, Ramsay quase não aparece, mas fala-se muito dele – ele sequestra Lady Donella Hornwood, força-a a casar com ele, e depois aprisiona-a. E quando Sor Rodrik Cassel aparece procurando-o, ele muda de roupa com o seu servo Reek, de modo a escapar. Mais tarde, ainda fingindo ser o servo de Reek, Ramsay Snow se junta com Theon, e é “Reek” que surge com o plano de matar os filhos do moleiro e fazê-los passar por Bran e Rickon. Theon envia “Reek” para obter ajuda, e Ramsay retorna com um pequeno exército. Ele finge juntar forças com Sor Rodrik, mas em seguida, o trai. E mais tarde, ele passa para o lado de Theon, mas também o trai”.

Realmente seria difícil retratar esta estória na série sem que ficasse ainda mais confusa! Mais uma vez entra em cena, a psicose de George Martin por uma infinidade de personagens e nomes. Isso é legal em alguns momentos, mas completamente irrelevante em outros.

5. Mais Coisas para Jaime Fazer

“De todos os personagens que foram marginalizados no segundo livro, Jaime Lannister é o que mais sofre. Este homem de ação é mantido prisioneiro por todo o livro, com quase nada para fazer. A série fez alguns ajustes inteligentes para manter Jaime no meio da trama principalmente com a mudança de que Robb Stark mantém Jaime nos acampamentos de batalha ao invés de deixá-lo trancado no castelo em Correrrio. Isso significou mais interação Robb-Jaime, inexistentes no livro. E depois há a cena fantasticamente estranha em que Jaime conversa e depois assasina seu primo Alton (que nunca existiu no livro, era um primo sim, mas é Frey e não é morto, pelo contrário, volta com a Brienne para King’s Landing!) antes da tentativa de fuga”.

Para continuar mantendo o Jaime em ação, foram buscar um pedaço do começo do livro 3 quando a Brienne o está levando de volta à King’s Landing para tentar “trocá-lo” por Sansa e Arya. Ok, tudo bem, funcionou.

4. Arya Stark e Tywin Lannister

“Esta foi uma das modificações mais acertadas – cada cena entre Maisie Williams (Arya) e Charles Dance (Tywin) é uma maravilha! Ele percebe rapidamente que ela não é quem aparenta, mas não chega à descobrir que ela é uma Stark – e eles formam um vínculo muito intenso, mesmo quando ela pensa em matá-lo uma ou duas vezes. Tywin se abre para ela e compartilha um monte de coisas sobre sua infância, o que vai estranhamente de encontro às cenas em que Cersei dá conselhos à irmã de Arya, Sansa. Também: Sansa acaba tendo Shae como sua serva, o que não acontece no livro mas que acaba gerando bons diálogos para a série”.

Ok, essa foi uma licença bem utilizada, mas que elimina um fato importantíssimo na estória que é a tomada de Harrenhal pelas forças do Norte, que é facilitada pela ligação de Arya com Jaqen Haegar e que gera toda aquela cena dela com ele (Valar Morghulis), mas tudo, bem, realmente as cenas entre Arya e Tywin enriqueceream a trama. Agora vamos ver como fica a explicação de “Harrenhal sitiada” na 3ª temporada, que por acaso, é dado como prêmio à Mindinho!

3. Margaery Tyrell, Pragmatismo em um Vestido Decotado

“Margaery Tyrell é muito pouco citada no Livro 2, mesmo depois que ela é dada em casamento à Joffrey. Seu irmão é o Cavaleiro das Flores (Loras Tyrrel) e ela está casada com Renly Baratheon, mas vemos muito pouco dela. Na versão para a TV, porém, ela tem toda uma personalidade marcante que com a ajuda do roteirista, por ter criado um Renly gay e amante do irmão de Margaery, configura um dos triângulos amorosos mais fascinantes da série. Margaery é totalmente pragmática e não se importa se seu marido a ama ou deseja. Para ela o importante é engravidar de Renly pois sabe que esta é a única chance de realmente ter o poder. Ela oferece à Renly viver este triângulo amoroso com seu irmão, para obter o que deseja. E o cadáver de Renly ainda está quente quando ela começa a conspirar para casar com Joffrey, porque o que ela realmente quer é ser rainha. Agora que Margaery está em Porto Real, as coisas devem ficar muito interessantes”.

É, realmente a Margaery do livro é totalmente irrelevante. Não sei se isso muda no livro 3 pois comecei à lê-lo agora, mas com certeza, os roteiristas à fizeram muito mais interessante do que o escritor dos livros.

2. Robb Stark, Uma História de Amor

“Robb Stark é outro personagem que desaparece em Fúria de Reis – apesar de algumas coisas importantes estarem acontecendo com ele. O programa de TV dá-lhe um interesse amoroso, Talisa, e mostra Robb lutando com a decisão de ter de romper seu noivado com a filha de Lord Walder Frey, sendo que isso foi a condição para uma alinaça de guerra. É muito fácil ver por que Robb ama Talisa, uma vez que ela é ardente e inteligente e desafia-o – e o lembra muito, sua mãe, que desaprova profundamente da coisa toda. Vendo Robb realmente lutar com a quebra de sua honra e fazendo Ned Stark se revirar no túmulo ficou melhor do que o original”.

É, tá bom, mas não está na estória. Como eles vão se safar com esta personagem que nunca existiu? Vão matá-la na temporada 3?

1. A Ambiguidade de Theon Greyjoy

“É inquestionável que Theon Greyjoy foi o que mais se beneficiou das alterações feitas para a série de TV. Ele tem a mesma trajetória que nos livros – Robb Stark, impensadamente, envia o seu “irmão” de volta ao lar em Pyke, para pedir a aliança de Balon Greyjoy, seu pai. Contudo, Theon enfrenta uma pressão inesperada e precisa provar que ele é um Greyjoy e não um Stark. A diferença é que a série faz um desvio para fazer Theon parecer mais simpático – e mais patético, na verdade -, mostrando como ele enfrenta a sua situação. Theon chega à escrever uma carta para avisar Robb Stark sobre os planos de sua família, mas depois a queima. E mais tarde, Theon tenta manter o controle mas é incitado a fazer as maiores atrocidades, como matar Sor Rodrik Cassel, por Cleftjaw Dagmer, seu braço direito (que no livro seria “Reek”) o que se coaduna com a necessidade de Theon de provar que ele é um nascido do ferro!”.

Realmente a atuação de Alfie Allen (que para quem não sabe, é irmão da cantora Lilly Allen) lhe rendeu maior exposição na Temporada 2 e as mudanças citadas pelo blogueiro foram coerentes, contudo, na minha opinião, a série “esqueceu” de Asha (irmã de Theon que na série virou Yara). No livro o persongem é bem mais forte e incisivo e tem uma participação marcante. Principalmente na cena em que Asha e Theon se encontram. No livro ela é muitíssimo mais inteligente e elaborada. Bom, vejamos o que será desta personagem no Livro 3!

“Ao todo, houve algumas falhas na segunda temporada – e definitivamente, há pedaços do livro que ficamos tristes em não ver na série – mas é incrível como alguns personagens se beneficiaram com um papel muito maior. E parece bastante provável os papéis reforçados de Margaery, Theon, Robb, Ros e Tywin irão valorizar-se ainda mais na terceira temporada”.

Espero sinceramente que sim, mas estou mais curiosa em ver como vão resolver as estórias que simplesmente não existem nos livros. Isso sim será um desafio e tanto!

E você, o que achou das mudanças? Revoltantes? Aceitáveis? Deixe sua opinião nos comentários!

Inspirado por: io9.

 

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

About Simone Sparsbrod

Sou "part-time" mãe e esposa, "full time" funcionária de multinacional e cinéfila. Casada com o Klaatu e mãe de uma "Raiz de Mandrágora". Queria trabalhar no Omelete, mas se consola em fazer resenhas de filmes para os amigos. Coolest Mother Ever, sabe tudo do universo teen. Manda bem no volante e mal na cozinha. Se acreditasse em vidas passadas, teria vivido na Idade Média. Gosta de vacas e de morcegos e sua missão na terra é ser amiga.

View all posts by Simone Sparsbrod

11 Responses to “As 10 Alterações Mais Polêmicas na 2ª Temporada de Game of Thrones – A Fúria dos Reis”

  1. Arthur Malaspina Says:

    Então, sem dar nenhum spoiler, cortar o bastardo de Bolton da série é uma burrice imensa, já que ele é central à trama mais pra frente, inclusive não consigo entender como corrigirão isso.

    Reply

  2. Camila Says:

    Quanto ao casamento de Robb, ele se casa sim com outra (Jeyne) e trai o acordo com os Frey. Eles só fizeram mudar a esposa dele, acredito que isso não trará problemas para o enredo, pq no fim das contas tem o mesmo efeito de ele ter se casado com Jeyne.

    Reply

    • Simone Says:

      Camila, em qual livro se dá este casamento? Pode me contar, eu não ligo para spoilers!! O meu texto vai somente até o livro 2 pois eu comecei a ler o 3 agora…
      Obrigada,
      Simone

      Reply

      • Ninde Says:

        No livro 3. Ele se casa com uma mulher de uma casa bem menor que a Frey, e eu tbm acho que com quem Robb casa irrelevante, ele traiu um acordo de guerra com a Casa Frey, e vai pagar por isso. (não conto como, pq é spoiler do grosso e as pessoas iriam me matar xD)

        Reply

        • Simone Says:

          Obrigada Ninde, então logo eu irei me deparar com esta cena!! Eu não ligo para spoilers. Quando eu gosto de um livro ou filme, não me importo que me contem eu continuo lendo/vendo mesmo assim. Mas entendo sua posição… Não devemos estragar a supresa de quem não gosta de spoilers, né?

          Reply

  3. gold price Says:

    Mas a trama que mais me empolga é a de Daenerys. Quando eu li o livro, achei que toda essa história de Drogo morto-vivo, o bebê monstro, e principalmente a cena final, iriam ficar muito bizarras na tela. Felizmente, eu estava errado, e ouso dizer que a sequência final foi a melhor da série até agora, talvez equiparada apenas com o final do episódio nove. Os dragões ficaram muito bem-feitos e realistas, e foram responsáveis pelo cliffhanger mais promissor do episódio. Fiquei realmente arrepiado!

    Reply

  4. Robson Says:

    Algumas mudanças foram inuteis mas eles não desvirtuaram a série, acho que 1 ano(não sei se esse é o tempo que eles tem) é muito pouco tempo pra preparar uma readaptação.

    Reply

  5. Wellington Says:

    Gostei muito das series apesar de achar que faltaram coisas mas muito legal.
    Estou com uma duvida tanto grande . O final da 2 temporada e o final do livro 2 ?
    Estava na pagina 420 do livro pois consegui perde um livro de um jeito que não vale nem a pena citar hehehe.
    Não sou fã de ver series e sim de ler os livros . Eu baixei as series e assisti a temporada 1 e 2 completa . Posso ler o livro 3 que não vou estar perdendo nada ?

    Att

    Reply

  6. Risso Says:

    Olá! Gostei muito do post, e concordo com quase tudo. Só me permita discordar com o que diz respeito a Margaery. A da série é igual a do livro, e o autor a fez interessante. Mas entendo o seu comentário, já que vi que vc a pouco começou o livro três. A Jovem Rainha realmente dara o ar de sua graça no livro 4.

    Reply

  7. Renata Faria Says:

    Mas a Shae no livro 3 deixa de ser aia da Lollys e passa a ser de Sansa mesmo…

    Reply

  8. Rafael Says:

    Odiei todas as temporadas da série tira toda mistica dos livros. Ned Stark da tv não é nada comparado ao do livro mas o ator é otimo.as cidades que Daeyneris visita são mais misticas e a casa dos imortas na serie foi ridicula e os Reeds são essencias a batalha da agua negra foi horrivel ficou parecendo as batalhas da Xena.kkkk e onde estão as arvores prá-lá-da-muralha virou um deserto de gelo e nos livros é muito mais tenebroso estar no norte esses caminhantes brancos são ridiculos na tv.parei de ler o livro tres no momento que matam Robb Stark e Catelin chega muita sacanagem vai matar todo mundo mesmo ainda no me recuperei da morte de Ned.

    Reply

Leave a Reply