Don’t Trust the Bitch in Apartment 23 – A Série

6 de junho de 2012

Cultura

cultura-junho2012-001

Tá aí uma série que supriu minha necessidade de sorrir em tempos tão sombrios. Se eu tivesse que definir “Don’t Trust the Bitch in Apartment 23” (ufa!) em poucas palavras seriam: “Two and a Half Men” para mulheres acima de 20 e poucos anos. E pessoas que estejam em dia com sua cultura pop.

O roteiro é rápido e as piadas ácidas. Eis a história: Chloe é uma garota festeira de Nova Iorque que tem a moral de um pirata. Ela adora atormentar sua nova rommate (ou colega de quarto, como preferirem) June, uma garota ingênua que veio de uma cidade pequena. Isso é o resumo do resumo.

O elenco é sensacional: Krysten Ritter é Chloe, a bitch do título; Dreama Walker interpreta June, a garota do interior que vira a nova rommate da bitch; Michael Blaiklock, faz Eli, o vizinho de janela pervertido e cheio de insights; Liza Lapira é Robin, a vizinha meio maluca que é completamente apaixonada pela Chloe e James Van Der Beek como … James Van Der Beek! Sim! O seu, o meu, o nosso, querido Dawson, interpreta a ele mesmo na série – aliás, um dos pontos altos do roteiro!

Quando vi algo sobre essa série lá no começo desse ano – sim, por que estamos no meio de 2012!, não dei muita bola. Na verdade, torci um pouco meu nariz de Feiticeira e imaginei a grande bobagem que sairia dali. Bom, vivendo e aprendendo. Grande parte desse preconceito existia graças a Krysten e sua detestável Suze em “Os Delírios de Consumo de Becky Bloom”. Pensando bem, talvez a culpa do filme ser uma droga não fosse só dela. Felizmente, depois de assistir o primeiro episódio de “Don’t Trust the Bitch in Apartment 23″, percebi que a moça só precisava de um papel decente – e que combinasse com ela!

Essa série é recomendada para pessoas de humor ácido e cultura pop. Se você não conhece a música “I Don’t Want to Wait” da Paula Cole ou desconhece o significado de uma camisa de flanela, talvez fique dificil compreender as piadas. Um ponto positivo é que não tem aquelas risadas fabricadas, tão comuns em sitcoms.

A primeira temporada já acabou de passar lá nos EUA e tem só sete episódios de 21 minutos cada. Fiquei feliz em saber que a série acabou de ser renovada, mas ainda não sei quando volta. Não sei quando a série irá passar por aqui, se é que vai.

Curiosidade da Wikipedia: A série foi originalmente intitulada “You Can’t Trust the Bitch in Apartment 23” e foi desenvolvido na Fox como uma série de outono de 2009, mas acabou sendo cancelada. Em fevereiro e março de 2011, Dreama Walker, Krysten Ritter, e James Van Der Beek foram escalados para a série. Em 13 de maio de 2011, a ABC pegou o projeto para série com o título abreviado para “Apartamento 23”.

 

, , , , , , , ,

About Hanna Liis-Baxter

Uma verdadeira rainha do drama. Vinte e poucos anos. Um pouco complexa. Marylin Monroe vibes. Personalidade Bette Davis + Mae West. Tão apaixonada por musicais quanto Judy Garland. Tão apaixonada por Givenchy quanto Audrey Hepburn. Jornalista no diploma, Escritora no coração e Diva da Era de Ouro de Hollywood na alma.

View all posts by Hanna Liis-Baxter

No comments yet.

Leave a Reply