Mars One Project: Uma Viagem Só de Ida para Marte

11 de junho de 2012

SciTech

SciTech_junho2012_MarsOne

O homem nem colonizou a Lua e já tem gente querendo enviar a primeira colônia à Marte. É isso mesmo! A empresa holandesa Mars One Project pretende fazer a colonização do planeta vermelho até 2023. Segundo o co-fundador da Mars One, Bas Lansdorp, serão enviados quatro astronautas em uma etapa de colonização longa e meticulosa, para dizer o mínimo.

E como eles farão isso? Vamos por partes! O primeiro passo é enviar um satélite de comunicações para Marte em 2016. Em seguida, em 2018, será enviado um rover que terá como missão encontrar um bom lugar para as instalações da colônia. O terceiro passo será em 2020: o envio de toda a infraestrutura para os colonos viverem, incluindo painéis solares e máquinas que irão converter os elementos encontrados em Marte, em oxigênio e água. Finalmente, em 14 de setembro de 2022, serão enviados à Marte os primeiros quatro astronautas. Vejam no vídeo abaixo, uma simulação em 3D das etapas de colonização.

Um casal ainda deverá ser enviado a cada dois anos, com o objetivo de “constituir uma família” marciana. Para Lansdorp – que também é pesquisador e empresário, ex-líder de uma empresa de energia alternativa – o custo da aventura deverá ser financiado com o patrocínio de grandes empresas e com a venda de direitos de transmissão das missões para a grande mídia. Posso até ver o logo de alguma marca de refrigerante estampado na estrutura dos módulos espaciais.

A Mars One está fazendo a seleção de até 40 astronautas que se sintam “a altura do desafio” para viverem em um habitat experimental, construído no deserto, como treinamento para a grande missão. Ah, só um detalhe: a viagem é só de ida :-S

E você, seria um candidato a astronauta da Mars One? Viveria em Marte pelo bem da humanidade? Deixe-nos saber nos comentários.

Com informações de: Mars One Project, Dvice e Mashable.
Imagens: Bryan Versteeg / Spacehabs.com

 

, , , , ,

About Max Sparsbrod

Desenvolvedor web desde 96. Cientista amador, aspirante a astrônomo, arqueólogo por correspondência, ufólogo inveterado, forjador de espadas e amante da era medieval. Aprendiz de escritor com um pseudo pseudônimo (Max). Ex-músico, baixista de uma banda de rock mineira “quase famosa”. O grande arquiteto. Em resumo, quem manda nessa bagaça!

View all posts by Max Sparsbrod

4 Responses to “Mars One Project: Uma Viagem Só de Ida para Marte”

  1. ariel wollinger Says:

    Gente, Paul verhoeven é o diretor de Robocop, nao fundador de viagem a marte.

    Reply

    • Max Sparsbrod Says:

      Bem observado Ariel!

      Na verdade, quando pesquisei para escrever sobre esse artigo, consultei várias fontes e uma delas foi um portal brasileiro, onde no texto estava escrito que um dos fundadores era Paul Verhoeven. Achei o nome familiar e como haviam outros nomes conhecidos no projeto, nem me toquei na hora. Veja só a barbaridade. Deveria ter mantido minhas fontes iniciais.

      Realmente, o Paul não está envolvido na Mars One. Já fiz as correções no texto.

      Obrigado pela observação!

      Abraços,

      Reply

  2. Andê Says:

    Depois de ler (e sofrer com)tantas noticias sobre a crise na Europa, sobre os incontáveis problemas brasileiros, que contrastam com o “crescimento da economia do país”, depois de constatar a crise de valores que está sofrendo a sociedade, minha primeira reação é gritar: QUERO IR PRA MARTE!!! E nunca mais voltar.
    Mas também penso: Caramba, a humanidade conseguiu #@*&% a Terra, e agora quer expandir a zona!!! Espero que lá não cheguem banqueiros, políticos, multinacionais…

    Reply

    • Max Says:

      Eu também espero sinceramente que isso não aconteça. Talvez o próprio movimento de se querer colonizar o planeta vermelho já seja uma atitude capitalista.

      Vamos aguardar pra ver :-)

      Reply

Leave a Reply